Futures ThinkingReflexão

Como ser agente da construção de futuros sustentáveis?

By abril 5, 2020fevereiro 15th, 2022No Comments

Reflexões para a construção de futuros sustentáveis de longo prazo

A pandemia do novo coronavírus trouxe ainda mais aceleração à transformação do mundo. Vivemos um momento de intensas e profundas mudanças sociais, tecnológicas, ambientais, políticas e econômicas que refletem em todas as indústrias e em todos os nossos sistemas.

Muitos estão preocupados apenas em se preparar para os impactos gerados por tantas mudanças, porém, além disso, é necessário estarmos conscientes e atentos às transformações que podemos promover de forma individual e coletiva.

Como podemos utilizar essa oportunidade para deixarmos de ser apenas vítimas e nos tornarmos agentes nessa reconstrução? Como podemos criar novas formas de renda, novos modelos de negócio, novos estilos de vida de maneira sustentável, gerando impacto positivo ao redor?

Ressignificar conceitos

A linguagem faz parte da construção da nossa realidade. Através de conceitos podemos seguir reforçando paradigmas do passado ou agir para a construção de novas narrativas que nos conduzirão a novas realidades.

Reflexões: O que significa prosperidade? Sucesso? Riqueza? Felicidade? Como redefinir o conceito da palavra trabalho? Como podemos atribuir valor à novos conceitos e deixar para trás aqueles que nos levam de volta ao passado? Como podemos utilizar valores além do monetário para fazer circular recursos?

Exemplos: Através do questionamento de valor e riqueza, plataformas como Beliive promovem trocas utilizando o tempo como moeda.

Compartilhar recursos

A otimização de recursos é o primeiro passo para a preservação dos ecossistemas naturais. O compartilhamento gera valor ao mesmo tempo em que otimiza recursos, reduzindo impacto ambiental e propondo uma mudança drástica na cultura de consumo e de status associado à posse.

Reflexões: Como você pode compartilhar recursos tecnológicos ou naturais reduzindo impacto ambiental e gerando valor à sua comunidade? Os princípios da economia compartilhada podem ser aplicados à sua indústria ou seu ao negócio?

Exemplos: Uber e AirBnB são modelos de negócio baseados no acesso e no compartilhamento.

Gerar regeneração

Percebemos o quanto nossa forma de viver é baseada em culturas que exploram e degradam os ecossistemas por toda a parte. Reconhecendo nossa natureza relacional e interdependente podemos criar modelos que promovam o benefício coletivo e levem em conta os efeitos de longo prazo aos ecossistemas nos quais depende toda a vida na Terra.

Reflexões: Como podemos nos inspirar no funcionamento dos ecossistemas naturais para criar modelos sustentáveis? Como podemos apoiar iniciativas que promovem e sustentam a diversidade social, econômica e biológica local?

Colaborar

No mundo hiperconectado, temos a chance de alcançar mais resultados de forma mais eficaz e menos burocrática. Por meio da convergência de stakeholders diversos, unidos a um objetivo em comum e operando em rede distribuída é possível ganhar escala priorizando a inteligência coletiva e valorizando a diversidade.

Reflexões: Como cultivar relações de confiança e menos egocentradas para gerar colaboração? Como encontrar parceiros para desenvolver suas iniciativas de forma colaborativa, otimizando recursos e ganhando escala? De que forma os resultados podem ser distribuídos em um sistema de trabalho colaborativo?

Exemplos: A colaboração é a base de iniciativas como a Wikipedia.

Esta é uma oportunidade de semearmos novas maneiras de organizar nossas economias, nossas famílias, nossos sistemas de saúde, sistemas financeiros e nossos modelos de negócios. O que você pode começar a fazer agora?

***


Créditos da imagem: Sushobhan Badhai disponível em Unsplash

Thayani Costa

Thayani Costa

Fundadora da Futuros Plurais, praticante de Foresight Estratégico com especialização em Futures Thinking e facilitadora de experiências de Estudos de Futuros.