A única verdade sobre o futuro é: ninguém é capaz de prevê-lo. Mas, se considerarmos que o tempo é a medida da mudança, podemos olhar para o passado e compreender como os eventos se combinaram gerando o presente. Da mesma forma, podemos imaginar futuros possíveis observando e analisando sinais de mudança do presente que se combinarão e desdobrarão em futuros alternativos.

A antecipação de possibilidades futuras é possível através do estudo de ciclos de mudança e da análise dos sinais e forças impulsionadoras de mudanças.

O objetivo da análise de sinais em Estudos de Futuros não é prever ou identificar qual será “o futuro”, mas levantar hipóteses de Futuros Alternativos, ou seja, compreender possibilidades futuras.

Nem tudo que podemos antecipar ou prever de fato ocorrerá. Porém, o exercício de imaginar possibilidades através da combinação de sinais de mudança faz com que nos tornemos mais resilientes e possamos tomar decisões mais criativas, assertivas e sustentáveis a médio e longo prazo.

Projetar futuros possíveis ou prováveis nos ajuda a desenvolver a capacidade de lidar com as mudanças rápidas do mundo. Também é uma forma de expor com clareza as oportunidades do presente. Além disso, ao encontrar imagens de futuro indesejáveis, indivíduos e organizações tornam-se mais capazes de planejar e agir em busca da construção de futuros desejados.

Mas o que são sinais de mudança?

Os sinais de mudança são pequenas pistas que indicam que as coisas podem ser diferentes em algum tempo. Eles estão por toda parte e grandes mudanças estão em curso agora mesmo. São forças que estão impulsionando a realidade para outras direções.

Compreender porque e como as coisas estão mudando nos permite planejar de forma estratégica nossos próximos passos.

As possibilidades futuras dependem da combinação entre diferentes forças de mudança que estão atuando no presente. Podemos assumir que mudanças geradas em um determinado campo ou sistema afetam todos os demais sistemas de alguma maneira, resultando em diversos Futuros Alternativos.

Como identificar sinais de mudança na prática?

Então, como você pode começar a observar sinais de mudança e se preparar para lidar com as possibilidades futuras? Veja algumas sugestões:

1

Amplie suas fontes de informação.

É comum estarmos conectados a grupos de pessoas com os mesmos interesses que os nossos, ou consumirmos notícias sempre das mesmas fontes e sobre os mesmos temas. Além disso, as redes sociais contribuem para que estejamos cada vez mais restritos à visão de mundo da nossa própria "bolha". Para expandir o olhar e conseguir observar além da "bolha" da nossa própria realidade, é preciso olhar para lugares que não estamos acostumados a olhar. Conversar com outras pessoas e consumir conteúdos variados. Quanto maior a diversidade, maior será a chance de perceber coisas que não eram vistas antes.
2

Analise os ciclos de mudança do passado.

Como seres humanos, nossa capacidade de adaptação é incrível, e isso faz com que a gente esqueça quanta mudança já assimilamos nas últimas décadas e o quanto, ao longo dos anos, o novo vai virando comum.
Experimente fazer um exercício rápido de olhar para trás e responder as seguintes questões: Como era a minha cidade na geração dos meus pais ou avós? Como eram as relações de trabalho que predominavam naquela época? Quais eram os meios de transporte mais populares? Como as pessoas se comunicavam? O que, naquela época, era quase impossível de se imaginar que hoje virou realidade cotidiana?
Após responder essas perguntas, reflita: Quais foram as forças que impulsionaram as mudanças que você identificou? Qual foi o ritmo da mudança?
3

Acompanhe mudanças em todas as esferas.

Quando pensamos em futuro, é muito comum pensarmos basicamente na evolução da tecnologia. Isso acontece por dois motivos: primeiro, porque a maioria de nós já tem um imaginário povoado por visões de futuro high tech provenientes de obras literárias e produções cinematográficas. E segundo, porque, no nosso tempo de vida, provavelmente a maioria de nós já vivenciou mudanças originadas pelo amadurecimento e popularização de novas tecnologias (como a internet e o smartphone). Então, para começar a pensar no impacto das mudanças, podemos tomar como exemplo a esfera tecnológica: Quando uma nova tecnologia se torna comercial e populariza ocorre um desencadeamento de mudanças sociais, ambientais, econômicas ou políticas. O mesmo acontece com as demais dimensões. Portanto, além de considerar novas tecnologias, é importante estar de olho em sinais de mudança que surgem das esferas social, cultural, política, ambiental e, posteriormente, considerar a combinação entre sinais identificados nas diferentes dimensões.

Espero que este conteúdo tenha trazido algum insight ou reflexão e seja um incentivo pra você começar a analisar as forças de mudança que podem estar moldando nossos futuros.

E, pra encerrar, deixo uma reflexão: as mudanças que você observa hoje estão nos conduzindo para futuros em que você gostaria de viver? Se a resposta for não, o que você poderia fazer no presente para impulsionar mudanças que você gostaria de ver?

Thayani Costa

Thayani Costa

Fundadora da Futuros Plurais, praticante de Foresight Estratégico com especialização em Futures Thinking e facilitadora de experiências em Estudos de Futuros.